Homens podem engordar durante a gestação e também após o nascimento apontam pesquisas

Pais podem engordar na gravidez

 

Por http://estilo.br.msn.com

Uma pesquisa britânica constatou que os homens engordam cerca de seis quilos durante a gravidez das esposas. O estudo feito pela empresa de marketing OnePoll mostra que 41% dos cinco mil pais entrevistados atribui o aumento de peso às mudanças alimentares da esposa. Segundo a endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Ruth Clapauch, as grávidas têm desejo por comidas mais gordurosas e acabam levando o parceiro a se alimentar em excesso também.

"Na gravidez, a mulher precisa ingerir cerca de 300 calorias a mais e, consequentemente, come muito. Muitas sentem desejo por comidas mais gordurosas e calóricas e acabam incorporando esses alimentos ao cardápio de casa. Uma vez instaurado esse hábito, os homens acompanham a esposa durante as refeições e ganham peso", explica Ruth.

As idas a bares e restaurantes também foram apontadas por 42% dos homens como as vilãs do aumento de peso. Segundo os pais, essa é uma maneira de passar mais tempo com a esposa antes do nascimento do bebê. O problema é que nesses ambientes muita gente exagera no excesso de comida ou de bebidas calóricas.

"É possível comer em restaurantes sem correr o risco de ganhar peso. A dica é eliminar a fritura do prato, dando preferência a alimentos não gordurosos, ou seja, grelhados ou assados. Molhos com queijo ou maionese contêm muitas calorias e devem ser evitados. Invista em opções diferentes de comida, sem exagerar na quantidade de gordura, açúcar e bebida alcoólica", ensina a endocrinologista.

Ansiedade engorda

Muitos pais sofrem de estresse e ansiedade durante a gravidez da mulher. Segundo a especialista, esses sentimentos provocam alterações hormonais e podem levar a pessoa a comer mais. "Durante a gravidez das esposas, alguns homens têm aumento do hormônio prolactina. Na mulher, ele é responsável pela amamentação, mas nos homens resulta na diminuição da produção do hormônio masculino, a testosterona, gerando aumento de massa muscular e gordura. Na vida animal, supõe-se que o aumento da prolactina diminui a agressividade do macho e abre espaço para os momentos de carinho entre pai e filho. No entanto, esses benefícios ainda não foram comprovados pela ciência", esclarece.

Além disso, uma parcela de pais pode sofrer da chamada Síndrome de Couvade. O distúrbio é caracterizado por um conjunto de sintomas que é o equivalente masculino da gravidez psicológica. "Nesse caso, o marido tem uma empatia com a mulher grávida e o desejo de também experimentar essa sensação. Diante disso, pode sofrer de enjoos, desejos e até aumento de peso", pontua a médica.

 

Homens podem engordar mais de 10 quilos após o nascimento do primeiro filho - 

Tendência foi identificada por pesquisa britânica que entrevistou 2 mil pais!


Por Marcela Bourroul – Revista Crescer

A luta das mulheres contra a balança, especialmente para perder os quilos extras que a gravidez traz, não é novidade para ninguém. Agora, um estudo britânico publicado neste mês descobriu é que os homens que se tornam pais também não estão lidando muito bem com suas barrigas, especialmente após o nascimento do primogênito.

Realizada com 2 mil pais, a pesquisa descobriu que 60% deles estão fora de forma, o que prejudica sua saúde e sua relação familiar. Pelos cálculos dos pesquisadores, os novos pais engordaram em média 10,4 quilos após a chegada do bebê. Comer o resto de comida deixado pelas crianças, fazer refeições rápidas no trabalho e passar muito tempo sentado estão entre os maus hábitos dos pais modernos.

O estudo apontou, ainda, que alguns deles estão se sentindo sobrecarregados com a divisão entre trabalho e vida em família (sim! eles também têm esse dilema), e isso também contribui para o ganho de peso. Por causa da correria, os pais deixam de tomar conta de sua alimentação e adotam um estilo de vida mais sedentário. A consequência é óbvia: quilinhos extras na balança.

 

Outro dado interessante que a pesquisa identificou é o cansaço dos pais – que pode desestimulá-los a perder peso. Cerca de 42% dos entrevistados disseram ter consumidoenergéticos para aguentar a rotina e 20% pegaram no sono enquanto liam para os filhos. Essa mesma porcentagem admitiu mandar mensagens de celular para pessoas da mesma casa só para não levantar do sofá!

Segundo a psicóloga e pesquisadora da Unifesp, Patrícia Spada, os homens no Brasil também sofrem com excesso de peso após o nascimento dos filhos. “Certamente, como a pesquisa coloca, o estresse da vida moderna facilita o aumento do consumo de fast-food, uma vez que o tempo de cozinhar com qualidade é escasso. Os pais também passam muitas noites acordados com seus bebês, e tudo isso contribui para o ganho de peso”, diz a especialista.

 

Ela sugere que, para reverter esse quadro, os homens precisam fica atentos aos sinaisque o corpo dá de cansaço físico e mental. Aqueles que assumem mais responsabilidades no trabalho e em casa do que conseguem gerenciar geralmente ficam sobrecarregados – e engordar é só uma das consequências. “É importante que os pais possam se voltar às suas próprias sensações e emoções. Ou seja, perceber o que está se passando psíquica e fisicamente com eles, uma vez que até a relação afetiva com sua família entra em prejuízo quando não têm condições de cuidar de si próprios”, afirma a psicóloga. Vale lembrar que cuidar de si é o melhor jeito de garantir muitos anos ao lado dos filhos! E a família toda ganha.