É possível reverter a laqueadura ou vasectomia?

Veja em quais casos é possível voltar a gravidez.

Por Jeferson Machado Santos.
CRF-SE: 658. - http://www.itnet.com.br

Laqueadura e vasectomia são dois métodos de esterilização para quem não deseja mais ter filhos. As duas cirurgias são comuns, simples e apresentam pouco risco. Já postei algumas matérias sobre o assunto, e mesmo após meses, não param de chegar e-mails ou comentários me questionando se é possível ou não reverter o processo e engravidar.

Reversão da Laqueadura
Dependendo da forma como ela foi realizada e as regiões da trompa que foram afetadas, é possível reverter o processo, através da Reanastomose tubária ou Recanalização das trompas.

Para que seja possível religar as trompas, é preciso que o final delas tenha sido preservado quando foi feita a laqueadura. Também é necessário que a tuba uterina não esteja com alguma lesão ou muito dilatada. Outro fator importante é a idade da mulher, não pela cirurgia, mas pela gravidez, já que após os 35 anos de idade fica mais difícil de engravidar e é considerada como uma gravidez que exigem cuidados maiores.

Apesar de pouco invasiva e curta duração (de duas a quatro horas), trata-se de uma cirurgia muito complexa. São poucos os centros especializados que a realizam e não pode ser realizada pelo SUS. Após a reversão as mulheres levam em média de 6 a 12 meses para engravidarem. Outro ponto importante também é o risco de uma gravidez ectópica (fora do útero) que aumenta de 1% para 5% quando se reverte uma laqueadura.

Reversão da Vasectomia
Assim como no caso da laqueadura a reversão da vasectomia também é um pouco complexa e dura de 2 a 6 horas. Se ela for realizada em três ou quatro anos após a vasectomia, a qualidade do esperma é ótima, com 90%, e com chances de engravidar uma mulher em 70%. Com o passar dos anos há uma diminuição nessas taxas, por exemplo, uma reversão após dez anos diminui as chances de gravidez para 30%.

É possível chegar a uma gravidez em 12 a 18 meses após a vasectomia. Existem alternativas para quem não deseja realizar a cirurgia de reversão da mesma, que é a fertilização in vitro, mais conhecida por bebê de proveta. Mas trata-se de um método de sucesso baixo, muito caro e que pode gerar um risco maior para a mãe.

Planejamento é tudo
Antes de realizar a laqueadura ou vasectomia converse com a sua família e verifique se essa é a decisão correta. Muitas pessoas se arrependem depois e o caminho de volta nem sempre é possível. Converse também com o médico e verifique as possibilidades de reversão.